As vezes uma ex-mulher pode ficar um pouco nervosa com o término do casamentoOs cientistas da Universidade de Ohio estavam tentando provar o oposto, mas ao estudarem um grupo de pessoas antes e depois de seu primeiro casamento a pesquisa comprovou que os que se mantiveram casados – ou casaram novamente – tiveram o nível da saúde mental melhor do que os solteiros (eu) e divorciados (Zé Alves).

Isso prova que o fracasso causa depressão, tristeza profunda, dificuldades para dormir podendo chegar até o suicídio.

Mais ou menos os mesmos sintomas que meu amigo Zé teve depois que descobriu o quanto ia pagar de pensão alimentícia.

A pensão alimentícia gera muitas dúvidas entre as pessoas. Muitos acham que é uma maneira cruel e desumana de castigar alguém. Outros acham que é a única coisa que realmente dá cadeia nesse país. Algumas mulheres acham que é um meio de ganhar a vida. Devo dizer que os três grupos estão certos.

A pensão alimentícia foi criada e fixada por sentença federal para que fique claro ao cidadão que ele é um merda, fracassado e que se antes ele não era feliz com um casamento meia-boca e um salário medíocre, agora sozinho, afastado dos filhos e com um salário de 2/3 de medíocre que ele não vai conseguir. Ela me faz lembrar daquele comercial do chocolate Lancy “Ah, se as coisas da vida viessem em três! Três primeiros beijos, três presentes de aniversário, três férias…”. A pensão alimentícia é justamente o oposto desse comercial. “Ah se tudo que você tivesse fosse cortado em três! 2/3 do seu salário, 2/3 da sua paz, aquela sua camisa predileta cortada em três partes pela a neurótica da sua ex-mulher”.

Antes de pedir um divórcio, pense bem. Se você já é um fracassado com essa vida de bosta, imagina com apenas 2/3 dela.